sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Parceria - Editora Novo Conceito

Eu não poderia estar mais feliz - parece que ganhei um Oscar, e vai rolar agradecimento sim rs!

Pra fechar o ano de 2016 com chave de ouro, acabo de saber que o Instagram do blog, foi um dos selecionados pela Editora Novo Conceito, como parceiro ❤️!
Quero parabenizar todos os selecionados!
Agradecer a oportunidade e a confiança a @novo_conceito!
Quero agradecer imensamente as minhas amigas, que sempre tem os melhores elogios, críticas, inspirações e que sempre torce uma pela outra! Meninas obrigada por me receberem de braços abertos no grupo Amigas Literárias.

E JAMAIS ESQUECERIA: OBRIGADA AOS MEUS SEGUIDORES! VOCÊS SÃO OS MELHORES! AMO INTERAGIR COM VOCÊS!
Tô tão feliz!


Beijos, Bru
=)


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Best Books 2016

Tentei juntar as 10 melhores leituras de 2016, bom eu não consegui 🙉🙈🙊por isso temos 11!


Corte de Névoa e Fúria
Corte de Rosas e Espinhos
O Acordo
O Ar Que Ele Respira
A Voz do Arqueiro
Talvez Um Dia
Coração Perverso
No Mundo da Luna
Novembro 9
Para Todos os Garotos Que Já Amei
Lugares Escuros

E ainda acabei de esquecendo de alguns 😂!E aí, quais foram seus preferidos?

Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!

Beijos, Bru
 ❤️😘 .

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Resenha: Intenso Demais - Livro 1/ S. C. Stephens

"Eu sentia
saudades do Kellan que batia papo comigo durante o café, que me abraçava com carinho, que sentava ao meu lado quando eu chorava..." ☕️
💙

Vamos lá, pra quebrar o tabu da capa, Intenso Demais não é o clássico New Adult, diria que ele lembra Talvez Um Dia (Maybe Someday) da Collen Hoover - um triangulo amoroso, drama, muita música e pouco sexo, sim pouco, isso não é o ponto alto do livro, é a cereja do bolo, e eu amei isso.
Kiera é apaixonada por Denny, seu namorado, mas o destino não foi generoso com esse casal e algumas turbulências podem acabar com esse amor despretensioso, leve e pacato. E foram várias as contingencias envolvidas para que o desastre iminente explodisse entre ela e Kellan.
O que temos no livro são jovem, atrás de seus sonhos, tentando acertar na vida, errando e tentando aprender. O problema é que a vida nem sempre sai como planejado e muito menos é justa. Entre a cruz e a espada está a protagonista, é fácil não gostar dela e critica-la, difícil é enfrentar a realidade sozinha, quando sempre teve ao seu lado alguém que assumia esse papel - a insegurança que ela sente é real e palpável.
A montanha russa de sentimentos e sensações que a leitura nos desperta é incrível, mas isso principalmente é incitada por Kellan. Basicamente o Rock Star que a principio nos desperta um misto de doçura e descrença, e depois passamos pra raiva, indo pra pena e consecutivamente compaixão - mais um personagem com excelente construção! Topograficamente Kellan nos apresenta ao longo da leitura sua "Alma de Artista".


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

TBR 2017!


  Hello!
Minhas férias já estão no fim e o ano também! Infelizmente alguns dos meus amores ficarão pra 2017:

PS: Ainda Amo Você
Cidade das Cinzas
Depois de Você
Galveston
Calafrio
O Príncipe dos Canalhas
O Garoto dos Meus Sonhos
Simples Perfeição
A Fúria e a Aurora
RockStar
Prometida
Cidade dos Etéreos
Biblioteca das Almas

Eu jurava que tinha só uns 2 sem ler aqui 🙊🙉🙈- isso mostra que estou um pouco fora de controle no quesito compra de livros. Mas o que posso fazer? Eles precisam de um lar, amor e carinho e eu preciso deles, acho justo essa parceira!

Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Resenha: Lugares Escuros/ Gillian Flynn


"Eu estava ocupada pensando em todas as pessoas que haviam sido machucadas: intencionalmente, acidentalmente, merecidamente, injustamente, levemente, completamente. Pensei em quanto disso podia ser consertado, se alguém podia ser curado ou mesmo consolado."

Em síntese o enredo principal é o assassinato macabro de uma família durante a madrugada - mãe (Patty) e duas irmãs de Libby a única sobrevivente, cujo o acusado e condenado, e o próprio irmão Ben.Os capítulos de Ben e Patty são relatos do dia dos assassinatos, e os Libby são relativas atuais.
Ben que também foi apontado como praticante de rituais satânicos, não tem um álibi, mas tem um irmã sobrevivente muito propensa a aceitar as perguntas afirmativas como verdades incontestáveis. Libby, é a jovem perturbada, depressiva, auto depreciativa, adepta da autopiedade e de humor mórbido desde sempre. Sem dinheiro e trabalhar não sendo uma opção, resolve aceitar a proposta de um grupo liberal que defende a inocência de Ben e acusa Libby; sua missão agora é investigar o que realmente pode ter acontecido naquela noite. Libby se deparará com pessoas que sequer imaginava existir. Pessoas que fazem parte do grande e misterioso quebra-cabeça.
Ao longo do livro muitos elementos essências vão aparecendo, como a infância miserável que as crianças da família Day tiveram e um Ben submisso, frustrado, assustado e mal compreendido. Depois de algumas revelações as peças vão se juntando, mas nem chega perto do que queremos mesmo saber, porém elas nos dão um leque de possibilidade e aí meu amigo, você se sente o Sherlock, fazendo um série de anotações mentais de possíveis inimigos e suas motivações. Mas é só nos últimos capítulos que tudo começa a se encaixar e você certo que descobriu o grande segredo, percebe que na verdade que descobriu parte dele, e provavelmente a outra parte você sequer cogitou. A autora traz mais uma vez, uma protagonista feminina nada heróica que não desperta empatia alguma na gente, mas que nos prende em uma trama incrivelmente desenvolvida e articulada.


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

sábado, 24 de dezembro de 2016

Resenha: O Acordo - Livro 1/ Elle Kennedy

" - Não estou tentando dar uma de babaca, ok? .
- Claro que não está tentando. Você já faz isso naturalmente"

Resenha:
Hannah não é a mocinha tímida, virginal e frágil em um faculdade cheia de populares presunçosos.
Garret é a estrela do time, bonitão, mulherengo, mas é inteligente o suficiente pra se manter em uma universidade com boas notas. Mas parece que por infortúnios da vida ele vai precisar da ajudinha de Hannah, que por sinal não está nada a fim, aliás, ela está pouco se lixando pra ele

"É uma pena que você vá reprovar nessa matéria, mas, pra você se sentir melhor, todo mundo vai".

Não existe atração, paixão, amor ou desejo a primeira vista. Mas a convivência denúncia um química iminente.
E se não pode julgar o livro pela capa, melhor não julgar um cara pelos músculos e fama. Garret não é o babaca que parece ser, e vai surpreender Hannah, que não dá crédito nenhum ao moço.
Ele precisa de ajuda e faz um proposta a ela. Porém perto de alcançar seu objetivo, uma insegurança atinge Hannah e a faz procurar ajude de Garret, propondo algo que mudará todas as cartadas do jogo.
Garret também tem seu drama pessoal. Por mais distinto que possa parecer, o passado dos protagonistas são tumultuados por abuso de poder, opressões, agressões físicas, sexuais, verbais e psicológicas. Um trama bem desenvolvida que aborda temas polêmicos e tabus do universo feminino. Apesar de não terem aprofundado, foram tratados com muito carinho e orientado com precisão. Eu amei tudo no livro. Achei a escrita descomplicada, bem articulada, um enredo fluido e personagens ótimos - sarcásticos, cheios de vida, alegres - sobrepondo qualquer drama. Obrigada especial ao meu amigo @tarcisio.melo Que me deu o livro de 🎁!
Realmente um livro gostoso de ler, já até comecei o segundo!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Resenha: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares/ Ranson Riggs


"Era como se estar ali tivesse alguma espécie de efeito narcótico sobre mim; como se a própria fenda fosse a droga - ao mesmo tempo um estimulante e um sedativo"

RESENHA:
Começamos com uma relação avô e neto, com direito aos nostálgicos contos fantásticos do avô que encantava e despertava em seu neto as melhores e maiores fantasia, mas toda criança cresce e assim como deixa de acreditar em papai noel, Yakob deixa de acredita nas história do avô e a questionar tudo o que o encantou na infância.
Mas talvez seu avô só lhe tivesse contado verdades, tudo bem que elas eram no mínimo peculiares, mas e se houve uma chance de tudo aquilo ser verdadeiro e ele ter duvidado daquele que foi mais que referencia em sua infância?
Eis que surge uma chance pra desvendar esse mistério e os segredos de seu avô!
O livro e uma fantasia misteriosa, muito bem elaborada, articulada e gostosa de ler.
Yakob sai atras de respostas para o mistério que foi a vida de seu avô, no entanto as informações que ele encontra não são coerentes, as peças do quebra cabeça não se juntam, não fazem o menor sentindo.
Temos no livro um breve introdução de algo maior. Basicamente temos acesso às origens do peculiares por meio da relação avó neto. Assim como descobrimos o surgimento dos etéreos, sua voracidade e possível evolução, a partir daí podemos ter um vislumbre da guerra que se inicia silenciosa e letal aos peculiares


"Quando a abaixei, ela me deu um beijo leve no rosto e me entregou a maçã.
- Aqui - disse ela. - Você fez por merecer.
- A maçã ou o beijo?
Ela riu e saiu correndo para alcançar os outros".
"Sair com a ex do seu avô seria praticamente incesto".


Ainda não comecei dos segundo, mas tô ansiosa!
Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Resenha: No Mundo da Luna/ Carina Rissi


"Se um meteorito atingisse a Terra, me peguei pensando, será que haveria alguma possibilidade de cair, digamos, bem na cabeça do meu chefe?"
.
Bom, essa é a relação de LUNA - não Clara - com Dante, o demoníaco chefe nerd. Ela cultiva um ódio mortal pelo chefe que aparentemente mal sabe da existência dela.
O sonho de trabalhar para aquele famoso editor chefe cai por terra quando sua função está restrita a secretaria da revista. Porém a grande chance de atuar em sua área é reacendida e imediatamente frustrada quando Dante, da a ela a coluna de horóscopo. Luna é boa em astrologia tanto quanto a não se meter em situações embaraçosas. A mulher é um desastre ambulante nos dois quesitos. Mas não podemos negar que a moça é brasileira e da um jeitinho pra tudo e não desiste nunca - nem da coluna, nem de se livrar das omissões que vão se tornando uma bola gigante de neve.
Crente que encontrou um baralho cigano mágico, com o qual está manipulando a vida de todos que leem sua coluna, ela se mete em mais roubadas que meus dedos são capazes de contar. O problema é que ela não percebe um palmo na frente do nariz - e o contrario do que está pensando o mozão não tem dreads no cabelo, mas usa camisetas e gravatas peculiares.
Como uma pegadinha da vida, ela precisar lidar com seu chefe fora do local de trabalho, e bem, alguns conceitos e pré-conceitos podem cair ao chão. Porém, propensa a tomar decisões impulsivas, distorcer situações e se meter em grades frias por não pensar antes de agir - pode jogar tudo pelo ralo.
O livro é incrivelmente leve! Um romance divertido, com personagens icônicos! Simplesmente amei! Mais uma vez Carina me ganhou e olha que demorei horrores pra ler o livro que estava encalhado na estante. Uma semana iluminada!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

domingo, 18 de dezembro de 2016

Resenha: Caixa de Pássaros/ Josh Malerman

RESENHA:

O livro é narrado na terceira pessoa, e tem também diálogos do personagens. Os capítulos são aleatórios e narram hora fatos atuais, hora acontecimentos passado que levaram as circunstância do momento. Isso tudo muito, mas muito bem entrelaçado e claro.
O livro gira em torno principalmente de Malorie e seus 2 filhos. O enredo é articulado acerca de um fim apocaliptístico misterioso; não se tem informações sobre as causas do comportamentos auto e heteroagressivos que terminam sempre em morte, diante dessa situação a reclusão total tornou-se a única esperança. Já não se sabe mais o número de sobreviventes, nem se ainda há algum além de Malorie e seus filhos, uma vez que, após anos, os meios de comunicação se deterioraram. Em uma sinuca de bico entre manter-se na "segurança" do território conhecido e a esperança de um paraíso para sobreviventes -Malorie opta pela segunda opção.
A leitura é o tipo de suspense que te dá medo, e olha que só algo assim me dá medo: o desconhecido, o que não se pode conhecer, sabe?! O enredo é perfeitamente escrito, as pausas nos picos de suspense, revelações e decisões são as ápices desse livro. O emaranhado de informações são claro e objetivos, não nos confunde, os personagens apresentam personalidades impares, sem linha tênue.
Mas não posso deixar de falar de uma parte que me chamou muito a atenção; Quis morrer com o treinamento de controle coercivo, com uso de punição que Malorie submetia seus filhos, desumano é pouco, e a original caixa de Skinner pode ser considerada mel na chupeta se comparado ao que a maluca da mãe fazia. E não me venha com esse papinho de que era a única opção que ela tinha diante das contingências as quais estava exposta, por favor, me poupe.
No mais o livro é excelente, um dos melhores do gênero que li até hoje. Quem já leu?


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!


Beijos, Bru
=)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Resenha: A Garota do Calendário - Janeiro/ Audrey Carlan


"O surfista era uma delicia. Dava um novo significado a expressão 'colírio para os olhos". (Mia, sobre Wes).

RESENHA:
Mia é descolada, dona da própria vida e sonhadora!
Desde muito jovem assumiu o papel de chefe de família tendo de cuidar da irmã mais nova e do pai viciado em jogos e bebida. Mas não pense que ela é a pobre coitada, ingênua, pura, sofredora, que vive chorando pelos cantos - se tem um papel que ela não se encaixa é de "pobre coitada". Ela aceita a vida, toma decisões com base na razão, faz o que tem de ser feito quando não existem saídas.
Disposta ajudar o pai que se meteu mais uma vez em um fria bem grande, diga-se de passagem; Mia aceita trabalhar na agência de acompanhantes de luxo da sua tia. Acompanhante mesmo, sexo não faz parte das cláusulas de contrato da agência, mas isso não impede que ela se divirta com os clientes por livre e espontânea vontade. Afinal, durante um ano, ela passará cada mês com um cliente diferente.
"O" janeiro de Mia, é o roteirista Wes, bilionário-famoso-surfista-zen, com ele Mia iniciou uma relação baseada em respeito e sinceridade. E dizer adeus não foi fácil, mas ficar não era uma opção. O mês incrível passou, e foi mais agradável do que nunca. Apesar do adeus, laços se formaram e promessas foram feitas, mas será que perdurará ao longo desse ano?
A leitura é rápida e fácil. Sem dramas ou fortes emoções, mas acredito que apesar de ser um livro, Janeiro, conta mais como um capítulo do longo livro que o ano será!
Quem já leu, achou-se mesma coisa? Tive a impressão que só tinha lido um capítulo da estória de Mia!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

TAG: Collen Hoover





❤️️ Onde tudo começou (primeiro livro): O Lado Feio do Amor.

❤️ Tão lindo por fora, quanto por dentro (capa favorita): Talvez Um Dia - minha favorita dos livros que tenho é foram lançados por aqui.

❤️ Trio da perfeição (protagonistas masculinos favoritos): Que difícil, eu amo a doçura e sensibilidade de Ridge, o misterioso e enigmático Miles, Will o jovem que precisou amadurecer depressa demais que tem alma de poeta.

❤️️ A queridinha (protagonista feminina com quem mais se identifica): minha personagem favorita é Sidney, não que me identifique muitoooo com ela. Mas ela me fez refletir muito, a estória em si, o comportamento humano descrito naquele livro é muito perto do real. Sidney foi especial pra mim.

❤️ Afogado em lágrimas (livro mais emocionante): Eu não sei se sou chorona ou a Collen realmente sabe acabar comigo. Eu chorei em TODOS os livros que li dela! Ela me faz sentir desampara, abandonada, sem esperança no final feliz, porque ela nunca dá um tapa apenas, ela te derruba no chão com uma série reviravoltas inesperados. Mas TOO LATE, foi o mais intenso em tudo, foi "a" obra da autora, sem limites essa mulher!

❤️ Palavras podem mudar tudo (uma frase que te marcou):
"Hoje é um dia muito ruim, Syd. Um dia muito, muito ruim. Às vezes na vida, precisamos de dias ruins, para manter os bons em perspectiva".
.
A verdade é que CoHo é minha autora favorita - mesmo diminuindo a minha expectativa de vida, devido aos mini infartos que tenho durante as leituras - compro e leio os livros sem sequer checar a sinopse, sinceramente leria até a lista de compras e bula de remédio dessa mulher!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

sábado, 10 de dezembro de 2016

Resenha: Bela Distração - Irmãos Maddox Livro 1/ Jamie McGuire


"A gente já perdeu a primeira mulher que amou. A ideia de passar por tudo isso de novo nos apavora".

 RESENHA:

Trenton Maddox, carrega fantasmas do passado que o assombram constantemente. Impulsivo e intenso Trent, não mede esforços para conquistar a confusa Cammi; que é uma garota forte, independente e que batalha pra segurar as pontas. Como se não bastasse a turbulenta relação que mandem com sua família, Cammi se vê em um triângulo amoroso que se revelará em uma grande surpresa ao leitores.
Dividida entre dois amores intensos, porém muito distintos, ela se arrisca a navegar nas águas turbulentas de Trenton Maddox, um dos caras mais desejados por todas as mulheres e com fama inegável de mulherengo feat. incapaz de se apaixonar.
Apesar de toda essa fama, Trenton se desdobra Entre trabalhar, cuidar do seu pai, salvar o caçula das encrencas e ainda ser "o baba" mais fofo do mundo. Por trás de todas as tatuagens e fama, Trent é doce, romântico, cuidadoso, carinhoso e super protetor! Está sempre disposto a ajudar de alguma forma.
E o final, bem, o final é simplesmente surpreendente, aqueles que te faz dizer: "Não acreditoooo!!", "Estava na cara, como não imaginei!!", e ainda faz você querer voltar em alguns capítulos e reler, só pra ter uma outra visão da estória.
Trenton e de longe meu Maddox Favorito! Qual o de vocês?


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!


Beijos, Bru
=)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Resenha: Um Mais Um/ Jojo Moyes





"Às vezes a gente precisa ficar um tempo afastado para entender as coisas na nossa cabeça. Isso deixa tudo mais claro"

Mocinha frágeis não são o perfil de Jojo. Temos aqui mais um protagonista que "vai a luta e conhece a dor". A vida dela não é nada fácil e nem por isso vive lamentando pelo cantos.
Duas pessoas passando por uma crise em suas vidas que lhes tiraram o alicerce. não importa a natureza da dificuldade deles: sofrimento e sofrimento - não importa se você perdeu seu cãozinho ou um ente querido, é tudo dor, e devemos empáticos a isso, pra mim basicamente essa é a mensagem que o livro nos passa inicialmente.
Ao longo, os diálogos são ricos em ironia e humor ácido.
Por uma fatalidade do destino são obrigados a conviverem pacificamente durante um tempo. Jess se surpreende com as atitudes de Ed, ela não está acostumada a ser ajudada.
Acho que mais uma vez Jojo usa o que seria um romance clichê pra tratar de assuntos polêmicos e comportamentos pouco estimulados atualmente.
Temos aqui um visão bem comum de como a sociedade não está preparada para o diferente, o quanto é reforçado padrões estereotipados de família, de homem e mulher na sociedade. Do quanto não basta ter fé ou ser otimista pra vida dar certo, ninguém está dizendo pra ser pessimista, só não podemos ter a inocência que toda pessoa terá as mesmas oportunidades baseando-se apenas no otimismo, fé e perseverança. Deixando claro que escolhas são tomadas diante as possibilidades naquele momento. Por isso a necessidade de ser empático diante a situações que nos causam desconforto por ir contra nosso valores. Como disse mais acima, o livro é incrivelmente sensível ao outro, o enredo e os diálogos são empáticos a todos os personagens principais, descrevendo a mesma situação e sentimentos sobre pontos de vista diferentes. No mais é um romance lindo, engraçado, dramático, cheio de reviravoltas, de uma família pouco convencional e um geek peculiar.


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Resenha: Onde Você Está - Livro 2/ Tammara Webber


"Nossa amizade tinha acabado. Eu tinha tanta certeza de que estava preparada para apostar no seu fim na esperança de conseguir mais". @tammarawebber .
.
RESENHA:
A sequência de Entrelinhas, trás capítulos alternados entre o triângulo amoroso, contanto como ficou a vida pós-gravações e pré, pré-estréia do filme.
Vamos saber os rumos que cada um seguiu, o que estão fazendo e como estão se sentindo depois que a poeira baixou. Mas como peça do destino, caminhos se cruzam, revelações acontecem sem que sejam planejadas, e os jogos se iniciam.
A trama é leve e jovem, no melhor estilo Malhação! Broken, megera sem coração tem como parceiro de crime Reid, juntos eles armam as mais comprometedoras situações para separar o casal Emma e Grahan.
Um clássico do YA, o livro aborda o universo jovem, com personagens bastante caricatos: o linda e acanhada mocinha, o gala conquistador, a gostosona malvada e o moço bonito batalhador, discreto e misterioso.
A estória gira em torno de quadrado amoroso, que de alguma forma já se relacionaram. Algumas armações ameaçam separar o casal principal, mas ao que parece um sopro de dignidade pode existir no coração de um dos malvados.
Terminei o livro com a impressão que faltaram algumas coisas, não sei se tem um terceiro livro, mas alguns fios mantiveram-se soltos. Como o motivo do término Entre Reid e Broken e as consequências da escolha dela depois que descobriu a gravidez, os motivos dele para agir assim. Coisas que eles não sabem, que nunca discutiram e não foi nesse livro que isso veio à tona. Acho que eles mereciam um livro deles, um acerto de contas.
Quem leu, sentiu a mesma coisa? Me contem por favor?!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!


Beijos, Bru
=)


terça-feira, 22 de novembro de 2016

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas/ Sarah J. Maas


RESENHA:

O livro é uma versão de A Bela e a Fera - é narrado por Feyre, uma versão rústica da Bela, que fica no pelotão de frene em uma batalha, guerreira por necessidade, ela é a filha mais nova de três irmãs e um pai delibitado e falido, que passa os dias lamentando o que perdeu. Por se a mais nova, não teve a mesmas oportunidades que suas irmã em desenvolver os requisitos necessários para se comportar como uma dama, então o serviço braçal ficou pra ela. Mulher macho sim senhor!
Tamlin e nossa fera, amaldiçoes, ferida, com o peso de um reino em suas costas e uma desgraça iminente. Cheio de segredos e meias palavras; Entre fazer o certo e o necessário, ele se envolve com uma mortal sem papas na língua, cheia de marra, com um coração cheio de rancor e ódio, além de um desejo íntimo de ser cuidada e protegida.

Assim como no clássico uma maldição atinge não apenas nossa fera como também todo seu reino. Porém essa ameaça pode escapar das muralhas que separa o reino imortal do mortal, e se alastras por toda Terra.. Mais frágil do que os humanos possam imaginar, as muralhas não têm impedido sequer o ataque das criaturas Feéricas no reino humano.
Para complicar ainda mais Feyre acaba cometendo um uma falha, um erro grave e para sobreviver e proteger sua família, ela pagará a dívida com sua própria liberdade, indo com Tamlin, morar na Corte Primaveril - um palácio digno de contos de fada, com um jardim encanador, criaturas encantadas e uma biblioteca magnífica (o sonho de consumo de todo Blogger literário) e isso seria perfeito se Feyre tivesse todas as habilidades acadêmicas da nossa tradicional bela.
Determinada a não viver pra sempre ali, ela saí em busca de toda e qualquer ajuda, se mete em grandes perigos, mas também cria novas amizades. Com o passar dos dias, Feyre já não tem tanta certeza se quer ir embora, muito mais que isso, os laços com Tamlin se tornam cada vez mais forte, porém a ameaça que paira sobre o reino volta á atacar, e dessa vez nem Tamlin poderá salva-lá, pois quem detém a cura para todo mal pode ser ela mesmo, mas seus sentidos podem lhe trair.
Eu devorei o livro, simplesmente amei! Achei a mistura distopia, fantasia e reconto simplesmente perfeito. Os personagens são incríveis, os diálogos misteriosos, quase que como uma charada, meticulosamente articulados e desenvolvidos.





Quem já leu? Me contem o que acharam please!!! 👸🏻🦁


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Resenha: Se Eu Ficar/ Gayle Forman

"Na vida cada um compõe a sua trilha" - Se Eu Ficar

RESENHA:
Essa é uma resenha antiga mas que ainda não tinha postado aqui. Mas vamos lá
O livro é uma narrativa de Mia, uma adolescente nerd, super na dela, filha de uma casal louca por punk/rock, é apaixonada por música clássica e pelo seu violoncelo. E foi a paixão e dedicação á música que fez Adam, um jovem guitarrista descolado começar a olha-la com outros olhos. Mas essa relação teria futuro? Afinal, Mia se sente deslocada tanto em sua família, quando nas apresentações de Adam, afinal rock não faz seu estilo de música, seria essa então capaz de separar esse casal, o simplesmente o amor pela música sem discriminar estilo, seria o suficiente?
E é durante essas 24 horas de sua vida, que Mia compreenderá todas suas relações. Durante essa narrativa ela alternar entre fatos passados aos quais se recorda saudosamente dias de sua infância, sua descoberta pela música clássica, e também ha acontecimentos em tempo real. Cheia de dúvidas, e com uma decisão que mudará para sempre seu destino e de todos a sua volta, Mia teme tomar a decisão errada.
O livro é fácil de ler, porém Mia, não é a personagem mais interessante do mundo, porém essa característica faz parte da personalidade dela e no decorrer acabei percebendo isso. Mas a dinâmica dos acontecimentos é muito interessante. Outro ponto muito positivo é a leveza com a qual o livro trata polêmicas como morte, vida pós morte e escolhas.
Quem já leu?






sexta-feira, 18 de novembro de 2016

TAG: Gordices Literárias


Oi gente!!!!! Vamos começar o fim de semana com book tag - #gordicesliterárias: .
.
🍫Livro Chocolate - Um livro que a maioria das pessoas gostam: Como Eu Era Andes de Vocês @jojomoyesofficial .

🍰 Livro Cupcake - Um livro com a capa linda e a leitura maravilhosa: Corte de Espinhos e Rosas @therealsjmaas.

🍦 Livro sorvete - Um livro delicioso que te deixou com friozinho na barriga: O Ar Que Ele Respira @bcherryauthor.

🍕 Livro Pizza - Um livro que tenha um grupo de amigos: Entrelinhas @tammarawebber.

🍩Livro Brigadeiro - Um livro Brasileiro: Perdida @carinarissi.

Quem me convidou para a tag foram minhas amigas Cassia do @meucantinho_literario e a Jale de @nomundodajale!




Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga @naoemprestolivros!


Beijos, Bru

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Resenha: Para Todos os Garotos Que Já Amei/ Jenny Han




"Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam". 


RESENHA:
Lara é a irmã do meio; sonhadora, caridosa, paciente e doce.
Bem, a vida dela é pacata, organizada e por consequência descomplicada.
A única variável totalmente destoante desse cenário em que Lara vive, é a sua amiga Chris - difícil até de acreditar na amizade entre duas pessoas tão diferentes.
Logo na página 9 tive um pressentimento, que foi afirmado na página 27, e isso me fez sentir um pouco a alma de Lara, de como ela por mais que diga o contrário, engole e esconde deus sentimentos, ou como diz: exorciza-os em forma de cartas de amor. Mas isso não é verdade, ela é muito co-depende, se cobra muito e se permite quase nada. Julga-se inferior e gostaria de ser como Margot, irmã mais velha, a qual ela mantém em um pedestal.
Depois que suas cartas (não tão) misteriosamente foram enviadas, muitas mudanças começam a acontecer e Lara precisa tomar decisões que acabam sendo precipitadas. Porém no meio do caminho ela percebe que algo mudou, que ela mudou, e simplesmente poe em cheque a teoria do amor incondicional, do amor a primeira vista tão magicamente adotado em romances.
Nada do que eu esperava aconteceu, e não foi frustrante, foi ótimo, me surpreendi com os desfechos. Me peguei varias vezes questionando os rumos que a estória estava tomando e as reviravoltas que me mantinha na esperança do final clichê. Já adianto que não é nada disso, ou é bem isso que acontece?? Não sei, só sei que amei e preciso do segundo! Não é justo terminar um livro assim dona @jennyhan 🤔?!rs
O que você fariam se isso acontecesse com vocês? Eu certamente teria um ataque do coração ❤️!


Quer conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram!

Beijos, Bru
=)

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Resenha: A Voz do Arqueiro/ Mia Sheridan




Bom dia pra quem tá apaixonada pelo Archer 😍..

 "Sei que provavelmente sou a última pessoa que você quer ver neste momento, mas achei que, se ficasse sentado na sua varanda, você não ficaria com medo. Não estaria sozinha."


Resenha:

Foi meu primeiro contato com a autora, e pá ela já me jogou no chão com o primeiro capitulo, sem dó ou piedade. Nada uma apresentação amigável, já jogou logo um drama no meu colo e falou "se vira!, você não quis o livro? agora aguenta!", engoli em seco e continuei a leitura.
Quando falam de Archer as pessoas os descreve não apenas como um solitário recurso, mas alguém que não tem acesso a nada por opção, como se vivesse em um mundo paralelo; selvagem, bicho-do-mato, arisco demais - nada de socialização ou tecnologia, nada de relações ou experiência além do chalé em que vive. Seu passado não é nada bonito ou digno de ser memorável, mas em uma cidade tão pequena não tem como fugir disso. Diferente de Bree que foi pra lá na tentativa de fugir dos fantasmas do passado.
Ambos tem muitas feridas e forma diferentes de lidar com elas, Bree se afasta das pessoas e Archer afasta as pessoas. Seria engraçado se Bree não tivesse a ousadia de entrar nesse devastado mundo de Archer e ele ao poucos cedesse.
O problema é que a presença dela na cidade pode despertar o gene competitivo da família Hale, e isso pode culminar no recomeço de um ciclo trágico. E perturbar a paz e estabilidade desenterrando segredos que podem mudar o rumo de todo aquele lugar encantador.
Ele é tão encantador, apesar de toda dor a essencial de menino predomina!


Quer conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso Instagram!

Beijos, Bru


domingo, 13 de novembro de 2016

Resenha: Before - A História de Hardin Antes de Tessa/ Anna Todd






































Resenha:
Hardin é o estereótipo do rebelde sem causa: rosto angelical, corpo esculpido, tatuagens, piercing, passado misterioso e perturbador e incapaz de amar. Inconsequente, Hardin não tem limites quando quer alcançar seus objetivos, mesmo que isso custe a destruição de outros. Usa e abusa de todos os tipos de drogas; arrumar brigas é um de seus passatempos favoritos, assim como sexo sem compromisso.
Mantém uma relação mais que perturbada com sua família, nada do que deixou pra trás em Londres é digno de ser relatado.
São 6 livros que nos faz odiar e amar Hardin, mas acima de tudo nos faz ter esperança! Ele abusa não só da nossa benevolência, mas também de Tessa. A relação que eles mantêm é destrutiva e abusiva, não dá pra imaginar quando a próxima bomba vai ruir o pouco que juntos conseguiram construir - sempre um passo pra frente e quatro pra trás.
As lutas que ele trava consigo mesmo e as tentativas frustrantes são recorrentes. A visão distorcida e um histórico impiedoso não permite que ele haja da forma esperada, mas da melhor maneira que ele pode e sabe fazer.
Contudo as transformações sutis vão acontecendo ao longo dos livros, e é comemorável cada dificuldade superada. A série é longa e nos exauri em termos psicológicos, mas é rica sobre maturidade, relacionamentos e escolhas.
Mas é aquilo né?! Esse não é um livro descomplicado e leve de ler! É pesado, vai te por em conflito com suas próprias convicções e valores.
Quem aí já leu? O que achou?

Quer conteúdo exclusivo e em primeira mão, siga nosso Instagram!

Beijos, Bru
=)

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Resenha: Entrelinhas - Livro 1/ Tammara Webber


Resenha:
Gahran é singelo, misterioso, inteligente, despretensioso, e intrigante, gosto dos sinais confusos que ele manda pra Emma e gosto de como ele permanece ente Emma e Reid quando eles estão a sós. Ele é presente sem sufocar, companheiro, perspicaz e observador quando diz respeito principalmente a Emma.
De longe ele é meu preferido nesse triângulo amoroso.
Um adolescente/ adulto, pouco ou quase nada de maturidade. Alheio às pessoas que habitam o mundo, ele vive só pra ele e curtição. Quem é Édipo perto desse cara? Nada, nada, nada, nada!!
As falas são realmente coloquial e adequada para faixa etária dos personagens, assim como descrição de olhares e flertes (nem sei se rola usar essa palavra aqui, parece antiquado - me sentindo uma idosa haha).
Reid não me convence e não passa de um rosto bonito querendo pegar a notava, marcando território como um homem das cavernas.
Ema por sua vez e a novinha que não sabe o que quer da vida, ok! Eu entendo que ela está entre a cruz gostosa e a espada deliciosa, mas a confusão que ela apresenta tbm não me convence!
Gosto dela com Gahran, és e despreocupada e leve, diferente de com Reid ela me pareceu mais tensa, como se não fosse natural estar com ele. Gahran me ganhou de imediato então acho que estou sendo parcial nessa resenha hauahua! E apesar de misterioso, as intenções de Reid são vazias e egoístas.
É um livro leve, sem dramas, jovem - tipo leitura de férias sabe? ❤️


Quer conteúdo exclusivo e em primeira mão, siga nosso Instagram! 

Beijos, Bru
=)

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Resenha: O Ar Que Ele Respira/ Brittainy C. Cherry

Resenha:

Começamos em abril de 2014 com a narrativa de um Tristan bem humorado, feliz com a vida e entusiasmado com projetos futuros - realizando seus sonhos; que em um piscar de olhos se tornaram pesadelo.
Pouco mais de um ano depois, é Liz quem narra, e sua vida não é muito melhor que de Tristan. Aliás, eles tem mais em comum do que podem imaginar.
Fugindo das lembranças ela se desencontra da vida e resolve volta a lugar onde foi muito feliz, mas parece que os fantasma das lembranças nunca abandonaram a moça que ainda tem um motivo pra continuar, diferente de Tris.
No entanto um quase acidente faz esses corações despedaçados se encontrarem, Tristan tem olhos azuis acinzentados, é arrogante e grosseiro de carteirinha, além de ter péssima fama e um reputação digna de Linha Direta na cidadizinha.
O livro poderia ser a personificação do drama, da depressão e tristeza,um dramalhão digno de patrocínio dos lenços Softys; se não fosse pessoas como a Faye, melhor amiga de Liz, com personalidade, digamos, singular? peculiar?! e também a doce e fofa Emma, filha de Liz.
Ok! Admito que desidratei um pouco.
É intenso, é forte, é desesperador! É uma dor palpável, excita em você aquela dor maior que você já sentiu na vida!
O drama pessoal de cada personagem já é o suficiente para nos envolver nessa leitura. O enredo é uma montanha russa de sentimentos e emoções, os diálogos que são muito bem articulados e desenvolvidos, nos levando do sorriso descomplicado leve, a lanterna dos afogados. Porém, as coisas não param por aí, quando você acha que mais nada pode acontecer, alguns elementos são inseridos na trama e BUMMM 💥! Realmente me pegou desprevenida, eu até imaginava um deles, mas o principal teve sua entrada triunfal! Só de pensar que teremos o segundo livro da série logo menos, começo a me preparar psicologicamente!




sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas

título: Cortes de Espinhose Rosas
Gênero: Distopia Fantástica.


Título Original:
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Sinopse: Nesse misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance. Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar uma fada zoomórfica transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira — que ela só conhecia através de lendas —, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve

 provar seu amor para detê-la... ou Tamlin e seu povo estarão condenados.



O livro é uma versão de A Bela e a Fera -  é narrado por Feyre, uma versão rústica da Bela, que fica no pelotão de frene em uma batalha, guerreira por necessidade, ela é a filha mais nova de três irmãs e um pai delibitado e falido, que passa os dias lamentando o que perdeu. Por se a mais nova, não teve a mesmas oportunidades que suas irmã em desenvolver os requisitos necessários para se comportar como uma dama, então o serviço braçal ficou pra ela. Mulher macho sim senhor!
Tamlin e nossa fera, amaldiçoes, ferida, com o peso de um reino em suas costas e uma desgraça iminente. Cheio de segredos e meias palavras; Entre fazer o certo e o necessário, ele se envolve com uma mortal sem papas na língua, cheia de marra, com um coração cheio de rancor e ódio, além de um desejo íntimo de ser cuidada e  protegida. 


Assim como no clássico uma maldição atinge não apenas nossa fera como também todo seu reino. Porém essa ameaça pode escapar das muralhas que separa o reino imortal do mortal, e se alastras por toda Terra.. Mais frágil do que os humanos possam imaginar, as muralhas não têm impedido sequer o  ataque das criaturas Feéricas no reino humano. 


Para complicar ainda mais Feyre acaba cometendo um uma falha, um erro grave e para sobreviver e proteger sua família, ela pagará a dívida com sua própria liberdade, indo com Tamlin, morar na Corte Primaveril - um palácio digno de contos de fada, com um jardim encanador, criaturas encantadas e uma biblioteca magnífica (o sonho de consumo de todo Blogger literário) e isso seria perfeito se Feyre tivesse todas as habilidades acadêmicas da nossa tradicional bela.
Determinada a não viver pra sempre ali, ela saí em busca de toda e qualquer ajuda, se mete em grandes perigos, mas também cria novas amizades. Com o passar dos dias, Feyre já não tem tanta certeza se quer ir embora, muito mais que isso, os laços com Tamlin se tornam cada vez mais forte, porém a ameaça que paira sobre o reino volta á atacar, e dessa vez nem Tamlin poderá salva-lá, pois quem detém a cura para todo mal pode ser ela mesmo, mas seus sentidos podem lhe trair.



Eu devorei o livro, simplesmente amei! Achei a mistura distopia, fantasia e reconto simplesmente perfeito. Os personagens são incríveis, os diálogos misteriosos, quase que como uma charada, meticulosamente articulados e desenvolvidos.

Não vejo a hora de ler a continuação, mas confesso que está muito caro!!!

Quem leu o que achou??

Beijos, Bru
=)

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Notícia: The Fire Between High & Lo Fiz - The Element 2/ Brittainy C. Cherry

Gente, não sei em que planeta eu vivo, porque só me dei conta do segundo livro da série Elementos, quando vi notícias do terceiro, por esse motivo nem intitulei o post de lançamento, não rola ne?! Mas também não poderia deixar de mostrar esse livro aqui.


Sinopse:
Era uma vez um menino, e eu o amava. Logan Francis Silverstone e eu éramos completos opostos.
Eu dançava enquanto ele ficava parado. Ele era quieto, e eu estava sempre movendo minha boca. Ele se esforçava para dar um sorriso, enquanto eu me recusava a ficar carrancuda.
Na noite em que vi a escuridão que realmente vivia dentro dele, não pude desviar o olhar. Nós estávamos ambos quebrados, mas de alguma maneira formávamos um todo. Nós éramos tão errados juntos, mas também tão certos. Nós éramos as estrelas que queimavam o céu noturno à procura de um desejo, orando por uma manhã melhor.
Até o dia em que eu o perdi.
Ele nos jogou fora numa decisão precipitada - uma decisão que nos mudou para sempre. Era uma vez um menino, e eu o amava. E, por algumas respirações, alguns sussurros, alguns momentos, acho que ele me amou também.

Bom, como sempre até a sinopse da mulher é boa! Eu amei o primeiro livro da série O Ar Que Ele Respira, que resenhei AQUI!
Ainda e infelizmente não temos previsão de lançamento por aqui! Assim que eu tiver aviso vocês!
Acho que poderiamos bombardear o e-mail da Editora Record com pedido... #SouDessas !

Beijos
Bru = )

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Resenha: O Ar Que Ele Respira/ Serie Elementos 1

Título: O Ar Que Ele Respira/ Série Elementos #1
Gênero: New Adult/ Drama


Título Original: The Air He Breathes - Elements Serie #1
Autor: Brittainy C. Cherry.
Editora: Record
Sinopse: Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.


Começamos em abril de 2014 com a narrativa de um Tristan bem humorado, feliz com a vida e entusiasmado com projetos futuros - realizando seus sonhos; que em um piscar de olhos se tornaram pesadelo.
Pouco mais de um ano depois, é Liz quem narra, e sua vida não é muito melhor que de Tristan. Aliás, eles tem mais em comum do que podem imaginar.
Fugindo das lembranças ela se desencontra da vida e resolve volta a lugar onde foi muito feliz, mas parece que os fantasma das lembranças nunca abandonaram a moça que ainda tem um motivo pra continuar, diferente de Tris.
No entanto um quase acidente faz esses corações despedaçados se encontrarem, Tristan tem olhos azuis acinzentados - sério isso produção? Só Mozão pode ser descrito assim! - é arrogante e grosseiro de carteirinha, além de ter péssima fama e um reputação digna de Linha Direta na cidadizinha.


O livro poderia ser a personificação do drama, da depressão e tristeza,um dramalhão digno de patrocínio dos lenços Softys; se não fosse pessoas como a Faye, melhor amiga de Liz, com personalidade, digamos, singular? peculiar?! e também a doce e fofa Emma, filha de Liz.
Ok, também chorei. Você está rindo da vida com os personagens e aí as comportas se abrem e você chora mais que a mocinha da novela das 9. É intenso, é forte, é desesperador! É uma dor palpável, excita em você aquela dor maior que você já sentiu na vida!











O drama pessoal de cada personagem já é o suficiente para nos envolver nessa leitura. O enredo dramático, os personagens com personalidades impares dão um toque especial nos diálogos que são muito bem articulados e desenvolvidos, podendo iniciar em algo leve e nos levar á beira das emoções. Porém alguns elementos são inseridos na trama e realmente me pegou desprevenida, eu até imaginava um deles, mas o principalmente teve sua entrada triunfal.
Mais uma vez a autora me deixou acorda na madrugada, mas valeu a pena, li o livro todo em questão de horas e entrou para a lista dos queridinhos. Bem, eu já esperava isso depois de Sr. Daniels - que resenhei AQUI.

Esse é o primeiro livro da Série Elementos (ar, fogo, terra e água) que poderão ser lidos independentes. O Ar Que Ele Respira, nos remete ao que manter vivo, ao que nos mantém respirando, vivos. Eu mal posso esperar pelos outros, tem uma prévia deles AQUI!

Me contem o que acharam?
Beijos, Bru
=)

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Lançamento: Bela Chama/ Jamie McGuire

Oi minha gente!!! Quem aí acompanhou a votação para escolher a título? Bom, eu adorei que a Verus tenha feito isso, aliás eles sempre pedem e ouvem a opinião dos leitores! Ponto pra editora!
Bom Aqui está a capa nacional, que diga-se de passagem ARRASOU, com o título escolhido, o qual eu também votei.




Sinopse:
Recém-saída da faculdade, Ellison Edson caiu até o fundo do poço. Enquanto estava na casa de férias da sua família em Colorado, seu comportamento finalmente chamou a atenção dos seus pais – mas não do jeito que ela esperava. Sem acesso aos milhões que ela sempre deu como certos, e deixada sozinha para cuidar de si mesma, Ellie está cada vez mais fora de controle, cometendo um erro que ela não pode apagar.
Como seu irmão gêmeo Taylor, Tyler Maddox é membro do grupo de elite de bombeiros Alpine, combatendo incêndios florestais na linha de frente. Tão arrogante quanto é charmoso, o estilo de vida nômade de Tyler torna fácil limitar suas relações a uma noite. Quando ele conhece Ellie em uma festa local durante a baixa temporada, suan personalidade extrema e atitude desdenhosa o fascinam no início, mas conforme seus sentimentos crescem, Tyler percebe que os demônios interiores da mulher que ele ama podem ser o inimigo mais forte que qualquer Maddox já enfrentou.

Eu estou aniosissima pra ter essa belezinha na minha coleção! Eu já li e quem quiser saber um pouquinho mais, tem resenha Aqui

A data prevista de lançamento é 17 de outubro e já está em pré-venda na Amazon e em várias lojas Aqui!

Mais alguém empolgado pra ter o Tyler em casa?
Beijos, Bru
❤️

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Resenha: Lead - Stage Dive 3

Titulo: Lead - Stage Dive #3
Gênero: New Adult

Resenhas da Série Stage Dive:
Lick - Livro 1
Play - Livro 2
Deep Livro 4

Título Original: Lead
Autor: Kylie Scott
Sinopse: Como vocalista do Stage Dive, Jimmy estava habituado a ter o que quiser, quando quiser, seja bebida alcoólica, drogas ou mulheres. No entanto, quando um desastre nas relações públicas serve como um despertar para sua vida e o leva para uma clínica de reabilitação, ele conhece Lena, sua nova assistente em tempo integral para mantê-lo longe de problemas.
Lena não está disposta a aceitar merda do sexy roqueiro e está determinada a manter seu relacionamento completamente profissional, apesar da forte química entre eles. Mas quando Jimmy vai longe demais, Lena vai embora, e ele percebe que pode ter perdido a melhor coisa que já aconteceu com ele.







Quando li, o livro ainda não tinha sido lançado por aqui, li em e-book graças a minha amiga Leoana do Blog A Garota Com Os Livros (sigam o blog dela), que é um amor de pessoa e compartilhou seus livros comigo!!


Quem narra o livro é a destemida, ousada e atrevida Lena, que cai de paraquedas na vida da banda Stage Dive, mas precisamente na vida de Jimmy, o vocalista arrogante, rude, superficial, mal educado, narcisista, em reabilitação por uso de drogas e álcool e que acha que tudo e todos podem ser comprados com bens materiais. Combinação bombástica para um casal problema.


Já conhecemos o drama da vida de Jimmy no livro Lick o primeiro da Stage Dive que resenhei AQUI ! O que nos dá outros aspectos a serem explorados e descobertos nesse livro.
Lena é contratada para ser a assistente de Jimmy e mantê-lo longe de qualquer estímulo que possa causar uma recaída e uma nova visitinha á clínica de reabilitação.


A mulher é linha dura e não cede aos caprichos do rock star egocêntrico, ela bate de frente com ele consegue o que quer. Porém, a armadura ante Jimmy, sofre uma rachadura quando o grandalhão tem um momento de "fraqueza sentimental" e mostra que tem um coração, á partir daí Lena começa a ter problemas em separar seus próprios sentimentos do lado profissional e pretende abandonar o trabalho e seguir em frente, já que seu coração sofreu uma grande e miserável traição no passado.


O livro é muito dinâmico e engraçado, Lena é realmente atrevida e não tem medo da cara feia de Jimmy, as coisas em que ela envolve ele são uma comédia á parte. Assim como os 4 passos, que se tornam 5 passos, para esqueço-lo, encontrados em uma revista. O desfecho é muito legal e simples, nada de drama.
E o bacana também é continuar tendo acesso as estórias Lick e Play!

Beijos,
=)
Bru

sábado, 17 de setembro de 2016

Lançamento: The Silent Waters - The Element 3/ Brittainy C. Cherry

A semana mal começou e o blog está cheio de post com novidades do mundo literário!
Dessa vez foi divulgado capa do terceiro, livro da série Elementos da Autora Brittainy C. Cherry.
Agora vou confessar; eu nem sabia do segundo livro que é The Fire Between High & Lo - Em que mundo eu vivo? Vou fazer um post sobre ele também.
Vamos conhecer a capa:








Sinopse:
Nossas vidas são uma coleção de momentos. Alguns absolutamente doloroso e cheio de ontem dói. Alguns bem esperançoso e cheio de promessas de amanhã. Eu tive muitos momentos na minha vida, momentos que me mudou, me desafiou. Momentos que me assustou e me envolveu. No entanto, os maiores, o mais devastador e de tirar o fôlego queridos-tudo incluído ele. Eu tinha oito anos de idade quando eu perdi minha voz. Um pedaço de mim foi roubado, e a única pessoa que poderia realmente ouvir o meu silêncio foi Brooks Griffin. Ele era a luz durante os meus dias escuros, a promessa de amanhã, até que a tragédia o encontrou. A tragédia que, eventualmente, o afogou em um mar de memórias. Esta é a história de um menino e uma menina que se amavam, mas não se amam.Uma história de vida e morte. De amor e promessas quebradas. De momentos.

O que é essa sinopse? Passadaaaa!
Agora a pergunta que não quer calar: Onde a autroa arruma tanto modelo maravilhoso assim? Porque gente, essas capas são quase hipnoticas #sincerona! hauhau.

Não sejo a hora dos outros livros da serie chegarem por aqui!

Beijos, Bru
=)

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Notícia: Pôster e Trailer Oficial, de 50 Tons Mais Escuro é Divulgado

Olá meu povo! Depois de muito suspense e 6 meses de gravações, foi divulgado ontem o primeiro  (nano) Trailer Teaser e Poster oficial. E hoje o primeiro Trailer de 50 Tons Mais Escuros.


Trailer Tease:


Recadinho dos atores direto dos bastidores, quando ainda estavam gravando - Créditos ao ig Cinquenta Tons Br:
video



E agora o Trailer na integra!





Dirigido por James Foley, o filmes promete ser mais intenso e próximo ao Best-Seller da autora Erika, já que o primeiro filme da franquia foi bastante criticado, apesar do grande sucesso.
Sem mais delongas assista aqui:



Eu gostei muito, consegui um vislumbre de vários elementos. Além do casal mais shippado dos livros. Agora é só esperar, o lançamento está previsto para o Valentine's Day, o que nos dá a data de 14 de fevereiro de 2017.
Quer saber tudo o que rolou nas filmagens de Darker e Freed? Tem Post AQUI!

O que acharam? Ansiosos?

Beijos, Bru
=)

Resenha: Tensão - Livro 1

Título: Tensão - Livro 1
Gênero: New Adult








Título Original:
Autor: Gail McHugh
Editora: Arqueiro
Sinopse: Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos.
Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela.
Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências?

O livro é narrado por Emily, que se diz loucamente apaixonada por seu namorado. No entanto sua relação com ele não parece regada á paixão. A relação parece muito mais uma dependência afetiva da mocinha, que já sofreu com muitas perdas e está imensamente grata por ter um namorado tão bom.

Diferente desse sentimento de gratidão, Gavin (tipico rico, que pega todas e justifica-se em uma desilusão amorosa) desperta algo muito mais intenso em Emily, coisa que ela não se lembra sentir pelo namorado. No entanto empurrando esse sentimento pro fundo de sua existencia, ela não abre mão da segurança, admiração e gratidão que sente por Dillon.

Mas talvez toda essa admiração que tem pelo namorado pode não passar de simples e pura manipulação da parte dele. O pior é que ela é completamente dependente emocional dessa relação e acredita em qualquer e toda argumentação barata.  Além de Dillon ser abusivo, fazendo jogos de manipulação com ela.

Bom, por fim o livro é cansativo, cheio de mais do mesmo, dramas que te fazem revirar os olhos de tão banais. Não foi minha maior decepção literária do gênero, mas não fica muito atrás. A premissa é boa, mas se perde na construção dos personagem e no enredo. Não pretendo continuar a série. Quem me conhece sabe o quanto não gosto de fazer críticas negativas de livros, que procuro ponderar tudo, mas realmente existem livros que tem tudo pra ser bom, mas se perde usando elementos muito comuns de maneira desenfreada.

Quem já leu esse livro, o que achou?

Beijos, Bru
=)


domingo, 11 de setembro de 2016

Notícia: Lançamento de Grey 2 + Um Conto de Darker

Vim com duas notícias, a primeira é que a autora E.L. James publicou em sua página no Facebook um conto de Darker pelos olhos de Grey, em comemoração ao aniversário de Anastácia, que foi ontem. Pois bem, segue a tradução e abaixo um supro de esperança pra quem quer logo Grey 2.


________________________________________________________________________________

Quinta-feira, 09 de junho de 2011

Eu sento. Esperando. Meu coração está batendo alto. São 5:36 e eu olho através do vidro escurecido do meu Audi na porta da frente do prédio dela. Sei que cheguei cedo, mas estive esperando por esse momento o dia todo.

Eu vou vê-la.

Eu mudo de lugar na parte traseira do carro. A atmosfera é sufocante, e embora eu esteja tentando manter a calma, a antecipação está batendo no meu estômago e pressionando para baixo no meu peito. Taylor está sentado no banco do motorista olhando para frente, sem palavras, com sua habitual pose, enquanto eu mal consigo respirar. É irritante.

Porra. Onde ela está?

Ela está lá dentro – dentro da Seattle Independent Publishing. Situado em uma ampla calçada, o prédio é gasto e precisa de uma reforma. O efeito fosco na janela está descascando e o nome da empresa está marcado casualmente no vidro. O negócio por trás dessas portas fechadas poderia ser uma companhia de seguros ou uma empresa de contabilidade; eles não estão exibindo seus produtos. Bem, isso é algo que posso resolver quando tomar controle. SIP é minha. Quase. Já assinei o contrato.

Taylor limpa sua garganta e seus olhos encontram os meus no espelho retrovisor. “Vou esperar lá fora, senhor”, diz ele, me surpreendendo, e ele sai para fora do carro antes que eu posso pará-lo. Talvez ele esteja mais afetado pela minha tensão do que eu pensava. Sou tão óbvio? Talvez ele esteja tenso. Mas por que? Deixo escapar um suspiro. Ele teve que lidar com o meu meu humor em constante mudança na semana passada e sei que não tenho sido fácil.

Hoje foi diferente. Esperançoso. É o primeiro dia produtivo que tenho desde que ela me deixou, ou assim parece. O otimismo tem me estimulado através das minhas reuniões com entusiasmo marcando minha constante necessidade de verificar o horário. Dez horas até eu vê-la. Novo. Oito. Sete… Minha paciência testou meu relógio enquanto ele batia mais próximo da minha reunião com a senhorita Anastasia Steele.

E agora que estou aqui sentado, sozinho e esperando, a determinação e confiança que eu tive o dia todo vão embora.

Talvez ela tenha mudado de ideia.
Será uma reunião? Ou apenas uma carona para Portland?

Olho meu relógio mais uma vez.

5:38.

Merda. Por que o tempo muda tão devagar?

Contemplo enviando um email para ela para que ela saiba que estou aqui fora, mas quando eu olho pro meu celular, percebo que não quero tirar os olhos da porta da frente. Na minha mente eu lembro dos emails recentes dela. Eu os conheço de cor; todos eles amigáveis e concisos, mas sem um indício de que ela está sentindo minha falta.

Talvez eu seja a carona.

Deixo de lado o pensamento e olho para a porta, desejando que ela apareça.

Anastasia Steele, estou te esperando.

A porta abre e meu coração sobe em ultrapassagem, mas rapidamente para com a decepção. Não é ela.

Porra.

Ela sempre me deixou esperando.

Um sorriso sem humor aparece nos meus lábios: esperando na Clayton’s, no Heathman após a sessão de fotos, e depois que eu enviei os livrosde Thomas Hardy.

Tess…

Pergunto-me se ela ainda tem os livros. Ela queria devolver para mim; ela queria dá-los para uma instituição de caridade.

“Não quero nada que vai me fazer lembrar de você.”

A imagem de quando ela me deixou vem a tona na minha mente; seu rosto triste e marcado pela dor e confusão. É indesejável. Doloroso.

Eu fiz ela infeliz. Eu levei tudo muito longe, muito rápido. E isso me enche de remorso. O desespero se tornou muito familiar desde que ela foi embora. Fechando os olhos, tento me concentrar, mas sou confrontado pelo meu medo mais profundo e escuro: ela está com outra pessoa. Ela está compartilhando sua pequena cama branca e seu belo corpo com alguém estranho.

Porra. Permaneça positivo, Grey.

Não vá por aí. Nem tudo está perdido. Você irá vê-la em breve. Seus planos estão em ação. Você irá ganhá-la de volta. Abrindo meus olhos, olho para a porta da frente através do vidro escurecido do Audi que agora reflete o meu humor. Mais pessoas deixam o prédio, mas nada da Ana.

Onde ela está?

Taylor está do lado de fora e olhando para a porta da frente. Cristo, ele parece tão nervoso quanto eu.Que diabos ele tem?

Meu relógio diz que são 5:43. Ela estará fora a qualquer momento. Respiro fundo e puxo os meus punho, então tento endireitar a minha gravata só para descobrir que eu não estou usando uma. Merda. Passo a mão sob meu cabelo e tento não pensar nas minhas dúvidas, mas elas continuam me atormentando. Sou apenas uma carona para ela? Será que ela sentiu minha falta? Ela está saindo com alguém? Não faço ideia. Isso é pior do que esperar por ela no Marble Bar e a ironia não está perdida em mim. Pensei que tinha sido o maior negócio que e já tinha feito com ela. Franzo a testa – não saiu do jeito que eu esperei. Nada sai do jeito que eu espero com a senhorita Anastasia Steele. O pânico bate no meu estômago mais uma vez. Hoje eu vou negociar algo ainda maior.

Eu quero ela de volta.
Ela disse que me amava..
Meu coração pula enquanto a adrenalina preenche meu corpo.
Não. Não. Não pense nisso
Acalme-se, Grey. Foco.

Olho mais uma vez para a entrada da Seattle Independent Publishing e ela está lá, vindo em minha direção.

Porra.


_________________________________________________________________________________

Agora vou deixar aqui a postagem original, e tenho um motivo especial pra isso!





Viram o motivo? 
Não? Jura? Capaz!!!!
Então vou dar um recorte na imagem e você vai entender minha felicidade:





Gente se isso não foi um spoiler, eu não sei o que mais pode ser. Pelo visto Grey 2, será lançado no próximo ano. Meu coração não vai aguentar: Filme e Livro em 2017!!

Mais alguém empolgado por ai?
Depois desse conto, fiquei com mais vontade de ler o ponto de vista do Mozão em Darker! E vocês?

Beijos, Bru
=)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...