sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Grey - 50 Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian

Título: Grey - 50 Tons de Cinza Pelos Olhos de Christian
Gênero: Drama Erótico


Título Original: Grey - Fifty Shades Of Grey as Told By Christian
Editora: Instrínseca
Autor: E L James
Sinopse: Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.
Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

NOTA:
Ok, primeiro preciso dizer que fui bastante resistente a ler esse livro, nada contra a série, simplesmente não gosto desse estilo de leitura com a mesma estória com outro ponto de vista, prefiro ter acesso á isso em um único livro narrado por ambos protagonistas. Mas acabei lendo em e-book. Segundo e mais importante, quero destacar que a resenha a seguir não entrará em critério social, estímulo á violência e abuso contra a mulher, ou práticas sádicas/dominadoras.


Como sabemos, o livro é narrado pelo todo poderoso Grey, para os intimos Chris. Nesse livro conhecemos mais sobre a vida dele e temos acesso ao que se passa na cabeça do Sr. Dominador. E podemos notar uma acentuada diferença em sua rotina e comportamentos, com um ANTES e DEPOIS de Ana.


Antes de conhecer Ana, seus dias se resumem em muito trabalho, corrida, treinos de luta, gastronomia sofisticada, carta de vinhos impecável, uma vida silenciosa e relativamente tranquila em seu palácio de marfim, além de uma relação estável com sua família adotiva, um carinho mais que especial por sua irmã Mia e o controle de tudo acima de tudo e de todos.
Depois de conhecer Ana, Chris tem uma ligeira guinada na vida, a distração causada pela divertida, abusada, e atrevida Anastacia Steele - faz com que controlar se torna mais difícil, uma vez que a irreverente moça não está disposta á fazer parte das estatística de Grey tão facilmente.



O que achei mais interessante foi a dificuldade em que ele tem de lidar com a inconstante que ela é, não dando á ele uma previsão de suas ações, fazendo ele se virar pra restabelecer o equilíbrio. E se achamos ele um maníaco perseguidor em 50 Tons de Cinza, aqui esses comportamentos dele se intensificam, no entanto, é possível afirmar que suas motivações são mais calorosas que apenas um contrato sexual, ele tem carinho, mas não tenho repertório pra demonstrar isso da maneira que ela precisa, e nessa versão fica muito mais evidente as tentativas de acertar com ela, e o quanto ele se frusta quando não acalça as expectativas da amada. Em um cabo de guerra onde ele não acredita ser digno ou capaz de ter manter um relacionamento convencional, ele se perde diversas vezes e o final já conhecemos.

Aqui Grey é mais humano, cheio de dúvidas, inseguranças e medos, coisas incapazes de enxergarmos nas edições anteriores ou no filme. É muito claro que o controle é exercido exclusivamente por Ana, e Christian dança conforme a música que ela escolhe, e morre de medo de kamikaze de emoçoes que sente, até então totalmente desconhecidas.


Mas alguém que leu deve essa impressão de Grey mais humano e frágil?

Um beijão,
Bru =)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...