segunda-feira, 28 de março de 2016

Before - A História de Hardin Antes de Tessa

Título: Before - A História de Hardin Antes de Tessa
Gênero: Drama New Adult





Título Original: Before
Autor: Anna Todd
Editora: Paralela
Sinopse:Antes de Tessa, Hardin era um jovem rude e sem esperanças. O que será que fez com que ele se tornasse esse badboy tão revoltado? E o que passava em sua cabeça naqueles primeiros momentos com Tessa, a menina irritantemente certinha de quem ele não conseguia ficar longe? Contado sob o ponto de vista de Hardin e de outros personagens da série, Before acompanha de perto esse complexo e cativante personagem, desde seus problemas de infância até sua turbulenta juventude. O livro traz também passagens inéditas do romance de Tessa e Hardin e revela, ao fim, o futuro desse casal intenso que conquistou os corações de leitores no mundo inteiro!


Bom, já sabemos que a estória agora é sob a visão enlouquecida, machista e turbulenta de Hardin, então temos outras nuances do bad boy que não conhecíamos nos demais livros, não desda forma, pois apesar de termos acesso ao Hardin na série After, ele sempre os apresentava de forma bem agressiva, aqui as coisa mudam um pouco.

O livro é dividido em Parte 1: ANTES, Parte 2: DURANTE e Parte 3: DEPOIS - Isso de forma geral, não somente em relação a Hardin e Tessa, o que significa que teremos essa partes de outros personagens. Cada capítulo é iniciado com um narração em terceira pessoa, e só depois temos um personagem como narrador.
Adorei conhecer o Before de outros personagens da trama, como Molly, Steph e vários outros, assim como conhecer o After (o depois de Hardin e Tessa), isso nos mostra muito mais sobre os personagens e seu caráter. Na minha opinião, contar um pouquinhos dos outros personagens pode ser uma possível abertura para livros dele, até porque já temos confirmado um livro sobre Landon. Vamos aguardar outros.

 Apesar de termos capítulos com o Before de outros personagens, o livro predomina narrar a vida de Hardin. Conhecemos os detalhes de antes mesmo de seu nascimento, da sua infância negligenciada, e da sua ascensão a Bad Boy mor. Conseguimos enxergar sua "evolução" ao rapaz frio que se tornou, porque não foi da noite pro dia, e a parada foi tem tensa. Não justifica, mas explica todos seus problemas.







Temos acesso também a sua chegada á universidade, e a construção do novo Hardin versão piorada nos Estados Unidos, e de como ele se sentiu saindo da sua cidade natal. Gente é muito foda essa vida dele, nunca teve controle das piores coisas que aconteceram, nunca foi ensinado a reagir á elas de forma não destrutiva, sequer teve um modelo a seguir.


Um repertório tão limitado em relações humanas e demonstração de afeto, não ajudou em nada no seu amadurecimento e no descontrole em que se viu quando se apaixonou por Tessa. Cara!!! ele sequer teve repertório para nomear o que sentia, imagina viver e agir sob isso?




O que mais amei nessa versão foi ver a luta que ele travou com tudo o foi durante 20 anos de sua vida, isso tudo só pra tentar ser melhor para Tessa, quando digo luta, é luta mesmo, a força que se transformar em um pessoa melhor desprendia dele, sabemos que houveram muitos fracasso, mas chega a ser emocionante tudo o que ele ao menos tentou.
Quanto ao fim, temos uma versão estendida do final de After - Depois da Promessa, e é simplesmente lindo!
Ah! Muito importante vocês saberem que Before é a visão (principalmente) de Hardin sobre a série After, e não apenas o primeiro livro, porém não espere os detalhes, pois é um resumão.
Eu amei!! E apesar de ter lido uma parte no Wattpad, nada superou ler a estória toda.

Quem aí já leu? O que achou?
Beijão, Bru
=)

terça-feira, 22 de março de 2016

Lua Azul - Os Imortais 2

Título: Lua Azul (Os Imortais 2)
Gênero: Fantasia


Título Original: Blue Moon
Editora: Instríseca
Autor: Noel Alyson
Sinopse: Ever é agora uma imortal. Iniciada nesse mundo desconhecido e sedutor por seu eterno amado, Damen, ela está empenhada em conhecer e dominar suas novas habilidades, mas algo terrível começa a acontecer. Acometido por uma doença misteriosa que ameaça, inclusive, sua memória, Damen não percebe que seus poderes se estão esvaindo - enquanto Ever se sente cada vez mais forte. Desesperada para salvá-lo, ela viaja até a dimensão mística de Summerland, onde não apenas toma conhecimento da misteriosa história de Damen, brutal e torturante, mas também tem acesso aos segredos que regem o Tempo. Com a lua azul que se aproxima, anunciando uma oportunidade única de se projetar para o passado ou para o futuro, Ever é forçada a decidir entre voltar no tempo e impedir o acidente que tirou a vida de toda a sua família ou ficar no presente e salvar Damen, que parece definhar a cada dia.


Ainda narrado por Ever, que agora está ficando tão bela quando seu amado forever and ever Damen. E quando finalmente parece que será feliz novamente, viverá de boas para sempre literalmente tudo começa a esvair pelos dedos da moçoila. Gente, é muita tragédia do tipo fantasia mesmo na vida dela hauhua.


O livro se transforma em uma corrida contra o tempo, o que é uma ironia, já que tempo não deveria ser o problema para os imortais, mas é bem isso que acontece. Uma corrida incansável contra o tempo. No entanto, frente ás decisões cruciais, escolhas que podem mudar tudo, tudo pra pior ou melhor, isso vai depender da razão vs. emoção.
A narração e escrita nos faz sentir a mesma corrida que os personagens, realmente você tenta acelerar a leitura para acompanhar, é engraçado isso. E o fim; bem, tudo indica que tranquilidade ainda está longe desse casal.

A resenha é curtinha, porque esse livro fica meio que girando em torno de uma mesma coisa, e isso me desgastou um pouco. Achei enrolado demais para um desfecho óbvio quando se conhece os padrões de comportamento dos personagens. Mas sou guerreira e mesmo com o pé atrás vou continuar a série. Me deseje sorte!

Quem conhece ou leu a série, o que achou?
Beijos,
Bru =)

segunda-feira, 14 de março de 2016

Marcados Para Sempre

Título: Marcados Para Sempre
Gênero: New Adult

Título Original:
Autor: Helena Hunting
Editora: Suma de Letras
Sinopse: Depois de perder Tenley, o tatuador Hayden Stryker volta a ser atormentado por seu passado traumático, e suas noites são tumultuadas por pesadelos sobre a morte dos pais. A única maneira que encontra para ficar em paz é indo atrás da mulher que ama. Tenley acha que não merece uma segunda chance, mas precisa deixar de lado toda a culpa que sente, se quiser um futuro com Hayden. Apesar da intensa atração física, os dois têm que lutar para esquecer o passado e reconstruir sua relação, ainda tão frágil. Nesta continuação de À flor da pele, Hayden e Tenley precisam ultrapassar enormes barreiras emocionais e encontrar na vida o mesmo tipo de sintonia perfeita que têm na cama. Marcados para sempre é a emocionante história de dois jovens desesperados para dar e receber amor, mas com medo das marcas que esse tipo de sentimento pode deixar

O livro começa exatamente onde parou no anterior. Os capítulos são narrados alternadamente pelos protagonistas, portanto não da pra não ter lido o anterior.
Após ser deixado inesperadamente por Tenley, Hayden fica mais desolado do que peru em véspera de natal. Sem compreender o que de fato está acontecendo, tenta de todas as formas contato com sua amada; frustrado com o silêncio e ausência de qualquer contato, ele acredita que foi apenas uma caso na vida da moçoila, não podemos culpar nosso badboy magya.


Longe de Hayden, a princesa rebelde passou por poucas e boas nas mãos do ex-futuro-cunhado feat. tio patinhas. O cara é osso duro que roer e vai pegar pesado com Tenley, mas será que ela conseguirá decolar com sua vida novamente? trocadilhodomal!
Haja pele pra tatuar todas as desgraças que acontecem na vida dela, pois não pararam no primeiro livro.



E apesar te tudo o que aconteceu com ela; de coração, achei meio egoísta e pouco justificável suas atitudes com Hayden. Talvez quando ela perceber o que sua partida causou e tudo que despertou nele, seja tarde demais.
Como desgraça pouca é piada: Os pesadelos de Hayden se tornam mais do que flash da noite em que encontrou seus pais mortos, eles passam a dar informações que das quais não se lembrava, mas, remexer o passado pode custar caro demais, e fazer justiça pode gerar ainda mais perdas.


Até aqui pode parecer confuso pra quem não leu o livro anterior ou a resenha que fiz AQUI! Mas não quero dar spoiler pra nenhum leitor rs. 
De forma geral o livro é bastante tenso, muito mais que o primeiro e isso acontece porque muitas revelações virão a tona, assim como esses fatos poderão desencadear velhos vícios e comportamentos superados por nossos protagonistas. 





Esperei uma eternidade por esse continuação, e criei uma expectativa maior que a população da China! Bem feito pra mim, minha avó já dizia "crie um bode, mas não crie expectativas". O livro é bom, mas a construção dos personagens que eu tanto amei no primeiro livro, deu uma escorregada aqui, e alguns pré-conceitos foram instalados e reforçado para que Hayden conseguisse acesso a alguns fatos. O que mais me incomodou foi uma bomba cair no colo de Hayden no meio do livro e os fatos correrem como se fossem tirar o pai da força. No geral o livro é bom, mas acho que a maldição do segundo livro atacou por aqui.

O que você acharam?
Super beijo, Bru
=)

Capitão América: Guerra Civil - Trailer

 
 Saiu o segundo trailer de Capitão América: Guerra Civil, terceiro filme da franquia do Capitão América nos cinemas. Esse terceiro filme tem como foco principal a HQ de mesmo nome, que coloca frente a frente o Capitão América e o Homem de Ferro em uma batalha que promete esquentar os cinemas.
Na HQ o problema se da devido a uma ação mal planejada por novos integrantes dos vingadores, ocasionando em centenas de mortes de civis. Já no filme ao que se da a entender pelo trailer e o que já foi divulgado, o problema seria ocasionado devido aos eventos ocorridos em Os Vingadores (invasão de NY), Capitão América: Soldado Invernal (Queda da S.H.I.E.L.D em Washington DC) e os eventos ocorridos em Sokovia (Os Vingadores: Era de Ultron).
Não se sabe muito ainda, o quanto será usado da HQ no filme, pois na HQ o numero de heróis envolvidos é muito maior, e ao que tudo indica, teremos um tempo extra para o Capitão América ir atrás do Soldado Invernal e descobrir mais do seu amigo e como traze-lo de volta para o lado do bem.

Muito se especulava da participação do Homem Aranha no filme, já se sabia que iria acontecer, mas ainda não se tinha imagens do mesmo, com esse segundo trailer, o segredo acabou. Outro novo personagem que esta muito bem retratado no cinema é o líder de Wakanda, o Pantera negra. No trailer conseguimos ver sua roupa, seu traje (provavelmente feito com o mesmo material do escudo do capitão américa).

Vejam abaixo o trailer e deixem nos comentários o que vocês estão esperando desse que promete ser um dos melhores filmes de super heróis já produzido.

Tarcísio ^^)





domingo, 13 de março de 2016

After 3 - Depois do Desencontro

Título: After 3 - Depois do Desencontro
Gênero: New Adult

After 1 - Resenha AQUI!
After 2 - Resenha AQUI!


Título Original: After We Fell
Editora: Paralela
Autor: Anna Todd
Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu charme de bad boy — seria o único capaz de fazê-la esquecer das dificuldades, mas até ele se vira contra Tessa quando descobre o segredo que ela vem guardando. Se este casal intenso e apaixonado já vivia por um fio antes, agora os obstáculos são maiores do que nunca. Depois do desencontro, essa história de amor sobreviverá?


Quem lembra a confusão do outro livro, aquilo sim eu chamaria de "Depois do Desencontro", esse eu chamaria de "Depois da Sabotagem".
A relação de Tessa e Hardin, pra variar conta com os mais variados estágios de turbulência - O julgamento de Hardin, que começa no livro anterior se desenrola por aqui. Mas expert que é, ele se envolve em outra tentativa frustrada e egoísta de controlar os comportamentos de Tessa, correndo o risco de verdade de acabar com essa relação, uma vez que sempre foi muito claro, a importância que Tess dá a sua carreira e a sua ida á Seatle acho que ela quer ir pra lá estágio com Grey. Ok! Parei rs!.

Já Tessa, a coitada estará em maus lençóis não só com Hardin, mas também com seu pai e a traição de alguém próxima, que vai dar arrepios em nós leitores.
O mais bacana nessa continuação é poder mais uma vez, observar o amadurecimento do casal, a tentativa de realmente serem melhores um para o outro, mas principalmente pra si mesmos, mantendo decisões difíceis de uma forma mais madura e construtiva.
Terminei o livro bem contente com essa evolução apesar de prever ainda muita confusão, já que temos mais dois livros pela frente, além de Before.

Um Beijão,
Bru =)

sexta-feira, 11 de março de 2016

A Bruxa - Crítica

Muito se tem falado desse filme do estreante diretor Roger Eggers, várias críticas surgiram em sites especializados (mais que o normal), então resolvi assistir o filme antes de ver todas essas críticas que estão na rede. Pra começar a desvendar o filme, vamos pontuar que ele pesa por ter que carregar o gênero terror, talvez esse tenha sido um dos principais erros do filme, apesar de ter elementos do ocultismo e ser muito tenso do inicio ao fim, o gênero terror não se encaixa no perfil do filme, seria algo do tipo drama, com toques de ocultismo e forte influencia do catolicismo da época.
O filme é ambientado nos estados unidos, no século XVII, o ano datado do filme é 1630, numa comunidade em New England (posteriormente estado americano), o filme acompanha uma família de colonos Ingleses que logo no inicio do filme são expulsos da comunidade em que vivem, e tem que se estabelecer as margens de uma floresta, para tentar continuar suas vidas normalmente. Aqui cabe um parênteses sobre de como o filme é bem ambientado, é bonito visualmente, fotografia perfeita, muito da tensão do filme se dá pela atmosfera criada pelo diretor, o isolamento dos personagens chega a ser angustiante mesmo, o clima criado no filme é perfeito, o dialeto do inglês arcaico e rustico, tudo funciona em favor do filme, não é a toa que ele ganhou o festival de Sundance.
Logo de cara a filha mais velha do casal Thomasin (Anya Taylor-Joy) perde inexplicavelmente o bebe Samuel, percebemos que a partir desse evento o filme começa a dar pistas de como chegara ao seu clímax. Caleb (Harvey Scrimshaw) o filho do meio do casal é quem da o tom das ações da bruxa, destemido e com demônios internos que na época eram mais pesados que hoje em dia, ele assume bem o papel de nos apresentar o que realmente espera a família puritana. A família ainda conta com os gêmeos Mercy e Jonas (Ellie Grainger e Lucas Dawson), que também mostram sinais que algo errado encontra-se nas redondezas, além do patriarca William (Ralph Ineson) e da mãe Katherine (Kate Dickie), nesse ponto do filme, com o desaparecimento de Samuel os pais se veem em uma situação envolvendo negação e punições divinas, já que sua plantação também não vai bem.
















O filme da indícios promissores de sua trama, Caleb, Thomasin e os gêmeos Mercy e Jonas são peças fundamentais na trama e eles não fazem feio, ótimas atuações das crianças, mais uma vez mostrando o desespero e isolamento da família. A medida que o filme avança, o problema do gênero vem a tona e as perguntas são certeiras, mas cadê a bruxa? Isso é mesmo um filme de terror? Por que demora tanto a acontecer algo? Por que tanto se fala de Deus no filme? Essas e outras perguntas aparecem na cabeça do espectador que foi ao cinema para ver o clichê de sustos e sangue do gênero terror ultimamente. Caso for esse seu conceito de terror, passe longe do filme a bruxa, ele esta mais para um filme conceito como foi A Bruxa de Blair na época, do que um grande filme de terror e sustos. Não que isso seja ruim, já que a tensão do filme prende o espectador até o final (o filme é melhor nos últimos 20 minutos, mas seu desfecho pode ser muito frustrante).
Em resumo, o filme tecnicamente é extremamente bom, as atuações são muito convincentes e a narrativa tem uma certa fluidez, mas quando se lê criticas em todos os meios enaltecendo o filme, é normal criar uma grande expectativa em cima do produto, que nesse caso, não faz jus, pois o produto entregue como "terror", apenas raspa no gênero.


















Uma presença constante no filme e não tem como negar é a forte crença num ser superior e punitivo, que em certos momentos chega a cansar no filme, devido ao excesso, mas apesar disso ainda se encaixa bem no contexto da época.

Pra finalizar, só um pedido, assistam sim o filme, e tirem suas próprias conclusões, nada do que a mídia colocar pode ser mais importante que a opinião própria.

E quem já assistiu, o que achou?? Bom ou ruim?? Deixe seu comentário e vamos discutir o filme.

Tarcísio ^^)

quarta-feira, 9 de março de 2016

A Tentação de Lila e Ethan

Título: A Tentação de Lila e Ethan
Gênero: New Adult


Título Original: The Temptation Of Lila E Ethan
Editora: Geração Editorial
Autor: Jessica Sorensen
Sinopse: Aos olhos de todos, Lila Summers é a garota perfeita: linda, inteligente, ousada e rica, muito rica! Ela acabou de sair da casa dos pais para entrar na faculdade. Sua nova cidade? Nada menos que Las Vegas… Aos vinte anos, loira e provocante, ela vive o frisson das baladas, jogando-se nos ambientes tentadores dos shoppings e noitadas de sexo sem amor, porém, de forma cada vez mais compulsiva e selvagem. Há algo muito errado nisso tudo. Parece haver razões obscuras para os comportamentos autodestrutivos de Lila. E Ethan Gregory, seu melhor amigo, movido por uma força protetora e ciumenta que ele mesmo não entende, vai arriscar-se a tudo para tirá-la desse inferno, um inferno que se tornou seu também. Sensualidade, segredos e extremos são os elementos irresistíveis desse novo livro de Jessica Sorensen, uma das autoras contemporâneas mais cultuadas do gênero new adult nos Estados Unidos.


O livro é narrado em primeira pessoas pelos protagonistas, em capítulos alternados. Lila é o esteriótipo da patricinha mimada, que nunca fez nada na vida além de consumir a fortuna da família, aos olhos dos que a rodeiam ela é a garota perfeita, porém seu péssimo relacionamento com papis e mamis, leva-a um caminho autodestrutivo. Sua baixo autoestima e autoconfiança a faz pensar que não é merecedora de nada, além do entorpecimento por causa uso abusivo de drogas.




Ethan por sua vez, além de ter alguns problema familiares, também já chegou ao fundo do poço, mas uma grande perda e um fardo de culpa o fez emergir. No entanto esse é um lugar que ele não quer voltar nunca mais. Lila, é sua amiga, e a atração dos dois chega a ser palpável, mas o que Ethan não quer é toda a bagagem que Lila carrega consigo, e que desperta nele lembranças que preferiu deixar pra trás e esquecer.



A estória é um spin-off da série Ella e Micha - Esses que são respectivamente amigos de Lila e Ethan. Não li essa série, mas da pra conhecer um tiquinho de Ella e Micha, mas nada demais, apenas ao que parece foi também um drama romântico, mas confesso que não fiquei com vontade de ler.
Voltando á Lila e Ethan, eles formam o casal oposto, no melhor estilo A Dama e o Vagabundo. E ao que parece Lila aprenderá muito mais do que ser responsável com Ethan, e ela terá que enfrentar alguns fantasmas do passado para seguir adiante.O leitura é leve, simples, não se aprofundando muito nos temas polêmicos, prevalecendo o romantismo, cuidado e superação.

Quem conhece a série, é legal? Vale a pena ler?

Super beijo, Bru
=)

domingo, 6 de março de 2016

Saga Lux

Fast Post só pra mostrar a Saga Lux!!
Confesso que não criei muitas expectativas com o primeiro livro que foi lançado aqui pela Editora Valentina: Obsidiana, que resenhei AQUI! Bom, já adianto que amei o livro. E fiquei super curiosa pela série e então sai em caçada.



Composta por 5 livros, ao que parece 4 dos 5 contam a estória de Katy e Daemon e Shadows conta sobre Dawson Black. Não sou fã dessas capas, mas Obsidiana, manteve sua capa original no lançamento por aqui, portanto acredito que as demais também serão como as da imagem acima que encontrei no Google.
A Editora Valentina, se pronunciou no Instagram do Blog Não Empresto Livros sobre a publicação da sequência no Brasil, fiz um post contanto tudo certinho AQUI!

Bom, por hoje é só pessoal...rs
Realmente estou bastante empolgada com essa nova série no gênero fantasia com toque de romance, não encontro nada desse estilo que me agrada desde Crepúsculo.

Mais alguém conhece Obsidiana? O que acharam?
Beijos, Bru
=)

quinta-feira, 3 de março de 2016

Beleza Cruel

Título: Beleza Cruel
Gênero: Distopia Romântica


Título Original: Cruel Beauty
Editora:Novo Século
Autor: Rosamund Hodge
Sinopse: Baseado no clássico conto de fadas A Bela e a Fera, “Cruel Beauty” é uma deslumbrante história de amor sobre os nossos mais profundos desejos e o seu poder de mudar nosso destino.Desde que nasceu, Nyx foi prometida ao terrível Mestre do seu Reino – tudo por causa de uma tola barganha feita por seu pai. E desde que então, ela foi treinada para matá-lo.
Sem escolhas a não ser executar sua obrigação, Nyx se ressente pela família nunca tentar salva-la e se odeia por querer fugir do seu destino. Em 17º seu aniversário, Nyx abandona tudo o que ela um dia conheceu para se casar com o todo poderoso e imortal Ignifex. Seu plano? Seduzi-lo, destruir seu castelo encantado e acabar com a maldição de 900 anos que ele pôs sobre seu povo.
Porém Ignifex não é nada como Nyx esperava. O estranho e charmoso Senhor a seduz, e seu confuso e labiríntico castelo com seus mágicos quartos a encantam.
Enquanto Nyx procura uma forma de libertar sua terra descobrindo os segredos de Ignifex, ela se encontra cada vez mais atraída por ele. Mesmo que ela pudesse se apaixonar pelo seu inimigo, como ela poderia recusar sua obrigação de matá-lo? Sem tempo a perder, Nyx deve decidir o que é mais importante: O futuro do seu Reino, ou o homem por quem ela nunca imaginaria se apaixonar.

Primeiro preciso dizer que demorei um século, para ter esse livro, nunca estava disponível nas livrarias, mas acabei ganhando de uma amiga, a Dora do _MDSILVA, amiga, muito obrigada.

Bom, essa resenha fez parte de um leitura coletiva com em que o gênero da estória seria Distopia. Participar dessa leitura foi super bacana e espero que gostem e que possamos fazer isso mais vezes!! Agora não deixem de conferir os títulos e resenhas escolhidos pelos outros participantes, todos os links estão disponíveis no fim desse post



O livro é narrado por Nyx, uma jovem de 17 anos, oferenda de sua família ao mestre dos demônios, Lorde Gentil e esperança de libertação de seu povo. O problema é que ninguém quer saber se a garota quer esse posto, aliás isso nunca importou. Nossa Bela, sempre foi vista e criada para um único objetivo, destruir Igniflex (nossa Fera) e salvar o vilarejo onde mora, mesmo que isso custe sua vida, que por sinal, não é de grande valia fora desse contexto.
A releitura do clássico Disney, mostra uma heroína, com um coração cheio de raiva, ódio, mágoas e um péssimo relacionamento com sua família. Ela também tem uma irmã gêmea, Astria, a verdadeira princesa da família, aquela que tem a vida que Nyx sempre quis ter; mas ela nunca fugiu do destino que seu pai egoísta e covarde planejou - Encontrar o coração dos quatros elementos (água, fogo, ar e terra) dentro do castelo escrever os trabalhos Herméticos e acabar com a vida de Lorde Gentil, salvando seu povo. Tudo isso acontece em meios ás lendas greco-romanas, recheada das histórias mitológicas desse povo, o que eu ameiiii, é claro!

Já casada com Lorde Gentil/Igniflex, Nyx pretende seguir com seus planos e acabar com a vida de seu marido, e apesar do castelo parecer ter vida própria, ela contará com um aliado bem improvável. Contudo diferente do que as lendas e crendices de seu povo dizia, Igniflex não era a brutalidade e monstruosidade em pessoas. Dono de uma beleza, digamos singular e de um humor sarcástico, debochado e até bem humorado.
No castelo Nyx é livre para explorar todas as salas em que sua chave (dada por Igniflex) pudar abrir. Mas as que não podem ser abertas são as que mais atraem a atenção dela. No entanto, talvez elas esteja fechadas apenas para proteger todos de um pesadelo ainda maior.


Durante as explorações, muitos mistérios são encontrados, assim como Nyx descobre que ela não é a única prisioneira naquele castelo, e também em como seus planos podem não ajudar em nada.
Em uma noite ela encontra com seu maior pesadelo e a ajuda vem de onde ela menos esperava.
Conforme os dias vão passando a atração de Nyx por seu marido vai aumentando, mas isso parece ser inconcebível pra ela, até que não consegue mais evitar a distância entre eles, já que a atração é mútua e confissões são feitas com toda verdade.


Quando tudo parecia um mar de rosas, uma traição bate a porta e entrar sem ser chamada, e tudo parece não ter mais volta, talvez Nyx consiga salvar seu povo para sempre, mas isso poderia destruir o único e verdadeiro amor que encontrou em sua vida. Escolhas são feitas, e destinos serão mudado para sempre, mas os para sempre em contos de fadas, são sempre felizes, não é?! Será assim dessa vez?
Só sei que nunca li ou assisti uma releitura tão maravilhosa desse clássico. A Bela e a Fera, sempre foi e sempre será meu conto favorito, e essa reestruturação simplesmente me deixou de queixo caído.

Não deixem de conferir os títulos escolhidos pelo outros participantes e suas respectivas resenhas:

Um Menino Leitor -  Resenha AQUI!
Menino Literário - Resenha AQUI!
Meninas na Literatura -  Resenha AQUI!
Um Leitor no Oceano -  Resenha AQUI!
Estante Livrai-nos -  Resenha AQUI!

Beijo, Bru
=)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...