segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Resenha: A Garota no Trem/ Paula Hawkins

O livro é um trillher psicológico narrado na primeira pessoa. Os capítulos são aleatoriamente contados pelas protagonistas chave na trama.
A construção dos personagens são ímpares. O enredo e incrível, não há nada de extraordinário na vida dos personagens, ninguém é famoso, popular ou algo do género, são pessoas comuns, vivendo em suas rotinas, com seus dramas pessoais - gente como como a gente, histórias como a nossa, a dos nossos amigos, vizinhos e conhecidos. Estórias isoladas com uma variável comum, o desaparecimento de Uma mulher e um leque grande de possibilidade. Ela fugiu? Foi assassinada? Se foi por quem? Qual motivo? Ao que parece a fatídica noite é uma incógnita para os leitores que se deparam a cada capítulo com uma nova peça desse imenso quebra cabeça.
A escrita é incrível, com uma articulação de falas e fatos magistral, um dos poucos livros em que a estória não corre freneticamente, ela vai esvaindo aos poucos - com um brilhante, chocante, marcante, deprimente, satisfatório e real!
Quero ver o filme, mas pelo trailer, vi que foi bemmm romantizado!


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
=)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...