quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Resenha: O Lado Feio do Amor/ Collen Hoover


"Algumas pessoas ficam mais sabias quando envelhecem. Infelizmente, a maioria apenas envelhece. Você é um dos que só envelhece, porque é tão burro quando o dia em que nasceu".


O livro é narrado por Tate e Miles. Tate narra em tempo real, já Miles seu próprio passado, os capítulos são alternados e aleatórios. Mas pela primeiro livro com o qual me deparei com trechos onde a escrita obedece á uma simetria do dito poética, não me pergunte qual, pois não tenho ideia.
O enredo é extremamente envolvente, e desenvolvido muito bem, nenhum detalhe é perdido e os personagens são envolventes.
Miles é o mais intrigante, o odiei e o amei, quis bater nele e também quis consolá-lo, porque convenhamos ele nem precisa fazer força pra ser sexy e totalmente atraente. O que me faz perdoar Tate por todos os deslizes e fraquezas. Afinal que nunca acreditou no ditado "água mole em pedra dura, tanto bate até que fura". Pois é, se tem uma pessoa persistente, com tendência á suportar a rejeição e frieza, por conta da ínfima probabilidade de fazer Miles mudar, essa é Tate, uma salva de palmas para essa garota.
O que ela não sabe, nem nós reles leitores (até nos ser contado) é que o buraco é mais em baixo com o coração gelado do moço. O moço de auto condenou e se penitenciou por um passado cheio de dor, perda e culpa, ao longo de anos não permitiu se envolver com ninguém, são se acha digno de redenção, até Tate aparecer e por todas suas convicções a prova, travando uma árdua guerra interna. Se ela é a personificação da persistência e esperança, enquanto Miles do controle e obstinação. Eu amei tudo, na época, foi meu primeiro contato com CoHo, e como vocês já sabem, atualmente leio até receita de bolo dessa mulher! Mais alguém aí amou e se desidratou com essa leitura?


Conteúdo exclusivo e em primeira mão? Siga nosso instagram @naoemprestolivros!
Beijos, Bru
💙😘

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...