sábado, 29 de julho de 2017

Resenha - F*ck Love

"Você só começa a procurar a verdade quando alguma coisa da terrivelmente errado e você percebe que precisa buscar respostas. Não há mais volta quando ultrapassamos esse ponto".⠀⠀




Helena tem um sonho maluco que vislumbra seu futuro. E nele ela é casada com Kit, o namorado de sua melhor amiga Della, já foi casada e se separou do seu atual namorado - porque ele a traiu. Ah! E além de mãe, ela é uma artista aclamada por lançar livros de colorir para crianças.

Ao acordar do sonhos ela desperta para a vida. É como se o sonho a incitasse a sair do padrão que vem seguindo. A questionar suas escolhas e suas relações. Tudo se torna mais intenso e insano quando a vida real começar imitar o sonho e ela se vê apaixonada por Kit. E obviamente, questionando sua sanidade. Ri demais com as loucuras e confusões que ela se torna.

Helena rompe com tudo o que acreditou ser o que desejava. Ousou mudar. Permitiu-se sentir a dor, o amor, a raiva, a desesperança; tudo. Ela se destruiu e se reconstruiu. Lutou e apanhou muito da vida, preciso se levantar muitas vezes e pensou em desistir. Chorei com a dor da desesperança dela. Nesses momentos ela encontrou abrigo em lugares e pessoas inimagináveis. Ahh 😌... e como ela cresceu e amadureceu ao longo do livro. Acho que realmente a dor nos torna adultos.⠀⠀ ⠀⠀ ⠀

Mas o livro não é apenas isso. Ele também é cheio de amor e de diálogos incríveis. Apesar de amar Kit, tenho algumas ressalvas. Mas não posso negar que ele exala mistério e encanto, como um feitiço para o bem e para o mal, o qual somos incapaz de desvendar totalmente ao longo do livro.

Amei o toque sobre o mundo da arte, mas o que ganhou foi a aura de mistério que carregamos até o final e além dele, como algo a ser desvendado. Mas desejei um final mais claro, certo e concreto, mas a vida não é assim e o livro trata os temas dessa forma. Amei intensa e desesperadamente! ⠀⠀
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...